segunda-feira, abril 03, 2006


















Entras no meu quarto
Sorris-me com teu ar inocente
Despes-me com as mãos
Que me tacteiam e envolvem.
Entrego-me nua ao teu corpo
E percorres-me serenamente
Vagueias pelo meu torso
E sinto-me mais tua.
Sou a silhueta que se ilumina
Quando com os teus lábios
Me beijas as coxas...
Sinto um raio que me percorre
E me delicia.
Ao toque firmeda tua língua
O meu corpo vibra
E no êxtase do deleite
Sei que sou Mulher
No corpo e na paixão.
(Autor desconhecido)

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial